O preço da amizade

O preço da amizade

Jamais abandone um amigo,
nem o seu nem o de seu pai.
Provérbios 27.10a

O preço da amizade

Quando tive que ser operado, para extração da próstata tomada por um carcinoma, experimentei um doloroso e prolongado pós-operatório.
Muitas pessoas estiveram comigo para orar por mim. Logo nos primeiros dias recebi uma visita que nunca esqueci. Um pai e seu filho pegaram um avião para me ver. Ficaram comigo algumas horas e retornaram para as suas casas.
O gesto ficou guardado e serve como uma espécie de convite à reflexão sobre o modo como eu trato os meus amigos. Faço por eles algo que me custe?
Sempre devemos nos perguntar se estamos indo além de palavras cheias de desejos mas vazias de conteúdo. Se não podemos separar um tempo em nossa agenda para os nossos amigos, talvez não sejamos seus amigos.
Uma amizade que nos custe algo (tempo ou dinheiro, por exemplo) é mesmo uma amizade. Precisamos de amigos. Os amigos precisam de nós. Precisamos ir além das palavras.

*SENHOR, eu te agradeço pelos amigos que carrego comigo, com lembranças que jamais esquecerei. Ensina-me a ser amigo das pessoas, com gestos concretos que não se contentem apenas com palavras.*

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.

Habilidades

Postado em

19/03/2018