Nunca é tarde

Nunca é tarde

“Quem é cortês pode estar certo que o seu coração não será jamais uma ilha solitária”. (Francis Bacon)

Nunca é tarde

Talvez agora seja tarde para cantar ou dizer “parabéns” a um amigo, mas nunca é tarde para lhe dirigir palavras de apreço ou convidar-lhe para um café.
Talvez o bebê tenha crescido, mas nunca é tarde para conhecer seu bercinho, levar-lhe um presente e orar por ele, que ainda não conhece convenções.
Talvez você o surpreenda, mas nunca é tarde para elogiar seu professor, seu chefe, seu mentor, seu pai, seu filho, seu amigo.
Talvez o clima na empresa seja tenso, mas nunca é tarde para efusivamente saudar o funcionário, o colega ou o fornecedor.
Talvez em casa a harmonia esteja perdida ou distante, mas nunca é tarde para que um ramalhete de flores, acompanhado por um cartão com palavras generosas e sorrisos novos, perfume o relacionamento.
Nunca é tarde para um pai começar, se não é este o seu padrão, a abraçar e a beijar seu filho. Nunca é tarde para um filho ser afetuoso e carinhoso com os seus pais, se ainda não o é. Nunca é tarde para um neto dispensar atenção e cobrir de abraços e beijos seu avós.
Nunca é tarde para reconhecermos às pessoas o que fazem ou fizeram por nós.
Nunca é tarde para agradecermos a quem segue conosco ou nos ajuda.
Nunca é tarde para retribuirmos uma gentileza ou uma cortesia.
Nunca é tarde para fazermos coisas realmente importantes.

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.