Mudar, uma necessidade

Mudar, uma necessidade

“Somos o que fazemos, mas somos, principalmente, o que fazemos para mudar o que somos”. (Eduardo Galeano)

Mudar, uma necessidade

Mudar pode ser uma necessidade.
“Diga aos israelitas que mudem o rumo” (Êxodo 14.2) — Esta foi a ordem de Deus num momento em que o povo seguia aliviado depois de tantas pressões.
Se precisamos mudar, temos que mudar. No entanto, muita vezes não estamos satisfeitos com o caminho em que nos encontramos, mas continuamos nele. “Para que mudar agora?’ —perguntamos.
Achamos que o itinerário escolhido está errado, mas persistimos nele. “Quem sabe, alguma coisa aconteça” — imaginamos.
Mesmo que não estejamos bem, tendemos a permanecer onde estamos, ou por medo ou por comodismo.
Quando voltamos às páginas da história, notamos que o povo hebreu seguia uma rota traçada por Deus. Não tinha razão para mudar. No entanto, de repente, Deus que é criativo, dinâmico e surpreendente, determina uma mudança de rota.
Sigamos lendo o texto e veremos que a nova rota era péssima, porque terminava no meio do mar.
Prossigamos lendo a narrativa e descobriremos que, mesmo tendo o mar à sua frente, o povo foi aconselhado a continuar seguindo adiante. “Diga aos israelitas que sigam avante” (Êxodo 14.15) — foi a nova ordem. Permanecendo com a página aberta, ficaremos maravilhados com o que aconteceu.
Quando mudamos para a direção que Deus nos conduz, alcançamos o que desejamos. Mudar pode ser uma necessidade.

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.

Habilidades

Postado em

28/05/2018