Coragem!

Coragem!

“Não há amor sem coragem e não há coragem sem amor”. (Rollo May)

Coragem!

Coragem para seguir em frente num ideal, mesmo solitariamente.
Coragem para retroceder, mesmo que soe incoerente.
Coragem para celebrar sem diminuir o adversário.
Coragem para começar algo novo, ainda não experimentado.
Coragem para recomeçar depois de ter fracassado.
Coragem para fazer história.
Coragem para não entrar na fila dos vencedores apenas para sair na foto.
Coragem para ser protagonista, não papagaio-de-pirata.
Coragem para ler um livro grosso.
Coragem para admitir as falhas sem pôr a culpa nos outros, mesmo que também errados.
Coragem para não acreditar que os fins justificam os meios empregados.
Coragem para lembrar os esquecidos.
Coragem para estudar mais que o necessário para uma aprovação.
Coragem para crer como opção, quando muitos seguem outra razão.
Coragem para não desistir numa derrota.
Coragem para fazer o que é bom e não apenas o que é pedido quando o que é pedido gera destruição.
Coragem para ler as Escrituras Sagradas contra o pensamento dominante, mesmo no próprio coração.
Coragem para corrigir o mau hábito.
Coragem para deixar o vício.
Coragem para não buscar apenas o próprio benefício.
Coragem para se deixar levar para a mesa de cirurgia.
Coragem para não pegar em armas.
Coragem para pastorear as próprias palavras.
Coragem para mudar.
Coragem para amar.

A vida requer coragem.

“Fiquem alertas, permaneçam firmes na fé, mostrem coragem, sejam fortes”. (1 Coríntios 16.13)

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.