Conserte suas asas

Conserte suas asas

“O amor e o desejo são asas espirituais para grandes realizações”. (Johann Wolfgang von Goethe)

Os pássaros foram feitos para voar. Raramente andam.
Os seres humanos foram feitos para andar, mas, por terem a capacidade de criar símbolos e imagens, podem voar.
Os seres humanos, porque dotados de emoção e razão, precisam voar. Voando, vão além dos seus limites. Voando, vencem obstáculos. Voando, superam-se a si mesmos.
Como os pássaros, para voar, os seres humanos precisam de duas asas.
Precisamos, então, ver como estão as nossas asas.
Se estiverem abandonadas num canto, indicam que desistimos de voar. Nesse caso, vivemos apenas no chão, vagarosos, contentes com a perspectiva que o solo nos permite ter.
Se estão feridas, mostram que, quando voamos, saímos pouco do nível do chão e mesmo assim, sofremos muito para voar.
Se estão quebradas, deixam evidente que simplesmente não voamos mais.
Fomos feitos também para voar. Podemos alcançar as alturas que as águias registram.
Se queremos voar, precisamos, então, reparar as nossas asas.
Se não temos mais asas, não adianta mentir a nós mesmos. Está hora de admitir a perda e partir para a recuperação.
Se nossas asas estão danificadas, precisamos consertá-las, para que voltemos a voar.
Como nos pássaros, nossas asas localizam-se discretamente ao nosso lado e amplamente atrás do nosso corpo. A área das asas que podemos ver, podemos reparar. Há atitudes que podemos tomar. Há dificuldades que podemos driblar. Há feridas que podemos sanar. Quanto à área atrás do nosso corpo, precisamos que outras pessoas nos ajudem a repará-las ou mesmo a vesti-las. A arrogância pode nos limitar e cansar. A humildade, demonstrada quando reconhecemos nossas fragilidades e feridas, traz a força do outro para o nosso lado e nos ajuda no conserto de nossas asas. Pode ser até que, no início, o outro voe conosco para nos ensinar a arte do voo.
Precisamos voar.

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.

Habilidades

Postado em

02/10/2017