Nossa História

A história da Primeira Igreja Batista de Campo Grande começa, inusitadamente, no bairro de Santa Cruz. Foi lá que, no ano de 1900, um grupo de irmãos da “Igreja Evangélica Baptista do Engenho de Dentro” hoje, Segunda Igreja Batista do Rio de Janeiro, iniciou um ponto de pregação do evangelho.

Durante dois anos, o trabalho foi coordenado pelo Pastor Florentino Rodrigues da Silva, que era sustentado pela Associação Batista Estrangeira. Em 1903, o missionário norte-americano Arthur Beriah Deter assumiu o trabalho e liderou a organização da igreja ocorrida no dia 18 de dezembro do mesmo ano, com quinze membros. Todos eram membros da Igreja fundadora.

 

Dezessete anos depois, em 1920, a igreja transferiu-se para o bairro de Campo Grande. Os poucos registros da época dizem que a transferência seria provisória, porém, Deus tinha um plano diferente e aqui está a PIBCG até hoje. Em 1922, foi comprada a propriedade da Rua Ferreira Borges, que, naquela época, numa visão futurista, já era considerada de localização estratégica, por estar no centro do bairro.

O espírito missionário foi uma herança da igreja-mãe. A PIBCG caracterizou-se por sua contínua vocação para pregar o evangelho e organizar igrejas bem estruturadas sob todos os pontos de vista: Totalmente legalizadas, auto-sustentáveis, com templos próprios, com lideranças definidas e comprometidas com a Declaração Doutrinária da Convenção Batista Brasileira.

A ORGANIZAÇÃO DA IGREJA

Em 18/12/1903 – Sábado, ocorreu à organização da Egreja de Christo denominada Baptista do Curato de Santa Cruz (hoje PIB de Campo Grande), sob os auspícios da IB Engenho de Dentro (hoje 2ª IB do Rio de Janeiro). Membros-fundadores (15):

 01- Cândida de Oliveira Barbosa;

02 – Esmeraldina de Oliveira Barbosa;

03 – Esperidiana Osório da Fonseca;

04 – Estarcília Costa de Araújo;

05 – Francisco Pereíra da Silva;

06 – João de Almeida;

01 – João de Almeida Souza;

08 – Joaquina Borges do Amaral;

09 – José de Oliveira Barbosa;

10 – José Gomes da Cruz;

11 – Manoel Ignácio de Araújo;

12 – Manoel Joaquim dos Santos;

13 – Osório Borges do Amaral;

14 – Porcina Maria de Jesus;

15 – Saturnina Gomes.

A igreja foi organizada em uma sede Provisória: Casa alugada na Rua Senador Camará (antiga Rua do Comércio), posteriormente demolida, onde hoje há um prédio de n° 71, localizado a uns 500 metros da Estação Ferroviária de Santa Cruz.

A Diretoria da novel Igreja:

Presidente – Pr. Arthur Beriah Deter (pastor missionário empossado na IB Engenho de Dentro em 01/07/1903);

Secretário – José Gomes da Cruz;

Tesoureiro – José de Oliveira Barbosa.

Concílio Organizador: As três Igrejas existentes (Rio e Niterói) estavam representadas:

– PIB do Rio: Pr. Francisco Fulgêncio Soren, João José de Alcântara e Jesuíno Corrêa; – SIB do Rio (Engenho de Dentro): Pr. A. B. Deter, Julião Magalhães Passos, João Ramos de Castro Júnior, Alfredo Veiga, Alfredo Bahx, Ângelo Campello e Jorge Delcarpe;

– PIB Niterói: José da Fonseca Carneiro (que representou também O Jornal Batista).

Diretoria do Concílio:

Presidente – Pr. A. B. Deter;

Secretário – João Ramos de Castro Júnior,

Nota: A Obra Batista foi à pioneira entre os evangélicos, na Zona Oeste (á época Zona Rural e depois Sertão Carioca) e veio a dar origem até á obra presbiteriana na região.

Listagem nominal de todos os Pastores Presidentes da Igreja:

1.Pr. Arthur Beriah Deter (1902-1905);
2.Pr. Willian Edwin Entzminger (1905);
3.Pr. José Nigro (1905-1906);
4.Pr. Otis Pendleton Maddox (1909-1912 – 1913-1917);
5.Pr. James Jackson Taylor (1912-1913);
6.Pr. Duque Polycarpo de Carvalho (1917-1921);
7.Pr. Ricardo Pitrowsky (1921-1922);
8.Pr. Axel Frederico Anderson (1922-1923);
9.Pr. José de Souza Marques (1923-1925);
10.Pr. Florentino Rodrigues da Silva (1925-1938);
11.Pr. Clifton Ayres Baker (1938-1939);
12.Pr. Antônio Molnar (1940-1941);
13.Pr. Antônio Dutra Junior (1941-1959);
14.Pr. Israel José Pinheiro (1959-1965);
15.Pr. José Nite Pinheiro (1967-1972);
16.Pr. José Gonçalves Figueiredo Filho (1973);
17.Pr. Belardin de Amorim Pimentel (1973-1993);
18.Pr. José Laurindo Filho (1994-2006);
19.Pr. Carlos Elias de Souza Santos (2007-Atualmente).

 

IGREJA-FILHAS

 

No. NOME DA IGREJA ORGANIZAÇÃO FUNDADORES
       
01 IB Monte Tabor (Guaratiba) 19/07/1940 25
02 IB Monte das Oliveiras (Guaratiba) 15/11/1946 50
03 IB Monte Hermon (Guaratiba) 08/11/1947 27
04 IB do Mendanha – 1ª. 17/11/1951 41
05 IB de Senador Camará – 1ª. 05/12/1953 62
06 IB de Campo Lindo (Seropédica) 06/12/1953 47
07 IB em Augusto Vasconcelos – 1ª. 19/11/1955 49
08 IB em Monte Sião (Paciência) 02/11/1957 28
09 IB Manancial em Campo Grande 30/01/1960 60
10 IB de Vila Jardim (Campo Grande) 24/06/1961 63
11 IB do Monteiro – 1ª. (Campo Grande) 01/01/1963 46
12 IB Nova Beréia (Campo Grande) 01/01/1964 76
13 IB do Jardim Maravilha -1ª. (Guaratiba) 24/07/1965 42
14 IB Memorial em Senador Camará 06/08/1966 53
15 IB de Inhoaíba – 1ª. 12/10/1968 60
16 IB Central em Campo Grande 14/11/1970 80
17 IB Rosa de Saron (Campo Grande) 16/01/1971 39
18 IB do Parque São Basílio (Campo Grande) 11/12/1976 90
19 IB Pedra Angular (Campo Grande) 30/12/1977 42
20 IB de Vila Comari (Campo Grande) 09/12/1978 99
21 IB de Jardim Joari (Campo Grande) 09/04/1983 64
22 IB do Jardim Oriental 02/06/1984 92
23 IB Central do Rio Prata (Campo Grande) 26/12/1987 69
24 IB de Enseada das Graças – 1ª. (Guaratiba) 03/12/1989 85
25 IB do Jardim Letícia (Campo Grande) 04/08/1990 104
26 IB do Jardim Paraíso (Campo Grande) 15/11/1993 49
27 IB de Prados Verdes (Nova Iguaçu-RJ) 27/08/1994 42
28 IB de Diamantina – Central (MG) 24/06/1995 56
29 IB do Silvestre (Campo Grande) 26/06/2010 37
30 IB do Piraquê (Guaratiba) 12/04/2014 54
31 IB em Barbacena – 2ª. 04/07/2015 36