“No sétimo dia Deus já havia concluído a obra que realizara, e nesse dia descansou.” Gênesis 2:2

E Deus Descansou

 Imagem coluna 8 (1)

 

 
Imagem coluna 8 (2)

Após concluir a criação, Deus descansou. Acredito que Ele não precisava de repouso. Creio que tenha sido uma demonstração para nós que o ser humano necessita parar suas atividades e recuperar as forças, crendo que Deus suprirá todas as suas necessidades. Da mesma forma, quem pratica exercícios físicos também precisa de repouso.

Nosso corpo utiliza ATP (adenosina trifosfato) como principal fonte energética. A quebra dessa molécula libera energia (que será utilizada para inúmeras funções do nosso corpo, como pensar, se movimentar etc.), ADP (adenosina difosfato), um fosfato inorgânico (Pi) e calor (energia térmica). Com isso, o citoplasma de nossas células fica com essas moléculas livres (ADP e Pi) e sem a energia necessária para uni-las novamente, pois a mesma já foi utilizada.

Dessa forma, nosso organismo trabalha para gerar a energia necessária para reunir novamente essas moléculas, formando outra vez ATP. Essa energia vem da decomposição química de três moléculas principais: glicose, triglicerídeo (gordura) e proteína. A mais utilizada pelo nosso corpo é a glicose. As demais são utilizadas em exercícios de duração muito longa, ou após exercícios extenuantes, durante a recuperação. Há também três vias para a ressíntese de ATP, que serão abordadas nas próximas colunas.

Agora entra o papel do repouso na atividade física. Durante o exercício nosso corpo constantemente utiliza e ressintetiza ATP, levando nossa reserva energética a limites baixos. Durante o repouso essa reserva é recuperada (e até aumentada nos períodos de adaptação ao exercício), numa fase que se denomina EPOC (excesso de consumo de oxigênio no pós-exercício). Nessa fase nosso corpo utiliza as moléculas de glicose, triglicerídeo e em último caso, e na baixa quantidade das demais, de proteína, para repor nossas reservas energéticas.

Além disso, é durante o repouso que há a reparação das micro lesões sofridas por nossas fibras musculares durante o exercício. Não se assuste. Isso é um processo natural e torna nossa musculatura mais forte e preparada para se exercitar. Portanto, o repouso é de extrema importância para quem ser exercita, pois recupera nossa musculatura, nossos ossos e nossa reserva energética, além de haver um repouso mental. Quando começar seus treinamentos, lembre-se que é essencial descansar.

Hugo Barreto Facundo, professor de Educação Física.

Compartilhe: