O passo

O passo

Esperança não murcha, ela não cansa,
Também como ela não sucumbe a Crença,
Vão-se sonhos nas asas da Descrença,
Voltam sonhos nas asas da Esperança”.
(Augusto dos Anjos)

O passo

Acabamos de enterrar uma pessoa tão querida,
Que é como se em torno dela girasse a nossa vida,
Que precisa continuar.

Separamo-nos, fora do afetuosamente desejado,
De quem imaginávamos morrer feliz ao seu lado.
Como nossa vida, solitária, seguirá?

Descobrimos uma doença que pode levar
Alguém com quem para sempre queríamos estar.
E agora como será?

Enfrentamos uma decepção tão amarga e inesperada,
Recebida como uma faca contra o nosso peito disparada.
Como dessa dor iremos nos curar?

Aprisionou-nos uma depressão, contra a qual nos esforçamos,
Mas o máximo que vemos é a caverna em que estamos.
O que de pior ainda nos virá?

Cometemos, mesmo advertidos seguidamente, um pecado
Do qual já nos arrependemos, mas o preço está pesado.
Por onde vamos recomeçar?

Ouvimos o diagnóstico que estamos enfermos gravemente
E já nos pomos a imaginar que partiremos definitivamente.
Seremos sarados e voltaremos a trabalhar?

Perdemos o emprego, depois de dedicação intensa,
Levado pela crise geral ou por uma traição imensa.
Como vamos nos sustentar?

Experimentamos uma solidão que não passa
E por mais que oremos não fruímos de Deus a Graça.
Tornaremos um dia de novo a acreditar?

Nossa vida precisa seguir e bem,
Como uma forma de honrar a memória de alguém,
Com um desejo de ser para o outro um ombro amigo
Como uma decisão para derrotar o real perigo,
Com uma certeza de que voltaremos a sorrir,
Porque Deus fará nossa vida prosseguir.
No deserto, Ele nos nos mostrará uma fonte,
Para o interior de nossa caverna dirigirá um feixe de luz,
Nas trevas fará se abrir um novo e lindo horizonte.
Para que a nossa vida possa continuar,
O necessário passo é em cada promessa de Jesus
Confiar.

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.

Habilidades

Postado em

23/01/2017