Cuidado com as expectativas

Cuidado com as expectativas

“Eu sempre me preparo para o fracasso e acabo surpreendido pelo sucesso”. (Steven Spierberg)

Quando nascemos, nossos pais desejaram, mesmo sem palavras, um belo futuro para nós. Certamente desenharam esse futuro, imaginando nossas vitórias na escola ou no esporte e, até mesmo, as cenas do nosso casamento.
Depois, os amigos foram esperando certas coisas de nós, algumas razoáveis, outras nem tanto. Alguns deixaram claro que nos amariam se fizéssemos o que eles achavam certo. Então, acabamos por nos esforçar para fazer tudo para corresponder a essas expectativas.
Como não conseguimos, ficamos cansados, frustrados e desanimados.
Quando aprendemos o que Deus espera de nós, podemos nos realizar. O que ele pede é para o nosso bem, não para o bem dele. Nada precisamos fazer para sermos aprovados, porque ele já nos aprovou por antecipação.
As pessoas querem que trabalhemos até que nossos músculos arrebentem. Deus espera que trabalhemos e descansemos.
As pessoas querem que vençamos custe o que custar. Deus espera que lutemos.
As pessoas querem que sejamos perfeitos. Deus espera que permitamos que ele nos torne santos.
As pessoas querem que estejamos sempre alegres. Deus espera que sejamos sinceros, alegres na alegria, tristes na tristeza.
As pessoas querem que lhes ofereçamos coisas. Deus espera que recebamos o que ele tem para nós.
As pessoas nos vêm como objetos. Deus nos vê como pessoas.
As pessoas precisam que lhes sejamos fiéis. Deus não deixa de nos ser fiel quando não correspondemos.
As expectativas dos outros para nós põem pesos sobre nós que não conseguimos e nem precisamos carregar.
Quando fracassamos, as pessoas nos massacram, mas Deus nos pega na mão e nos levanta para o recomeço.

Reproduzido do site PRAZER DA PALAVRA, de Israel Belo de Azevedo, que pode ser ser acessado em www.prazerdapalavra.com.br.

Habilidades

Postado em

10/10/2016