As 4 Leis Espirituais

AMOR DE DEUS

” Pois Deus tanto amou o mundo que deu o seu Filho unigênito para que todo o que nele crer não pereça, mas tenha a vida eterna.” (João 3:16)

O PLANO DE DEUS

Cristo afirma: “Eu vim para que tenham vida, e a tenham plenamente” (uma vida abundante e com propósito). (João 10:10)
Por que a maioria das pessoas não está experimentando essa “vida abundante”?
Porque…

O HOMEM É PECADOR

“Pois todos pecaram e estão destituídos da glória de Deus…” (Romanos 3:23)
O homem foi criado para ter um relacionamento perfeito com Deus, mas por causa de sua desobediência e rebeldia, escolheu seguir o seu próprio caminho, e seu relacionamento com Deus desfez-se. Este estado de independência de Deus, caracterizado por uma atitude de rebelião ou indiferença, é evidência do que a Bíblia chama de pecado.

O HOMEM ESTÁ SEPARADO

“Pois o salário do pecado é a morte…” (separação espiritual de Deus) (Romanos 6:23)
Deus é santo e o homem é pecador. Um grande abismo separa os dois. O homem está continuamente procurando alcançar a Deus e a vida abundante através dos seus próprios esforços: vida reta, boas obras, religião, filosofias, etc.
A Terceira Lei nos mostra a única resposta para o problema dessa separação…

ELE MORREU EM NOSSO LUGAR

“Mas Deus demonstra seu amor por nós pelo fato de ter Cristo morrido em nosso favor, quando ainda éramos pecadores.” (Romanos 5:8)

ELE RESSUSCITOU DENTRE OS MORTOS

“Cristo morreu pelos nossos pecados… foi sepultado e ressuscitou ao terceiro dia, segundo as Escrituras… e apareceu a Pedro e depois aos Doze. Depois disso apareceu a mais de quinhentos…” (1 Coríntios 15:3-6)

ELE É O ÚNICO CAMINHO

“Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim.” (João 14:6)
Deus tomou a iniciativa de ligar o abismo que nos separa Dele ao enviar seu Filho, Jesus Cristo, para morrer na cruz em nosso lugar, pagando o preço dos nossos pecados.
Mas não é suficiente conhecer essas três leis…

PRECISAMOS RECEBER A CRISTO

“Contudo, aos que o receberam, aos que creram em seu nome, deu-lhes o direito de se tornarem filhos de Deus.” (João 1:12)

RECEBEMOS A CRISTO PELA FÉ

“Pois vocês são salvos pela graça, por meio da fé; e isto não vem de vocês, é dom de Deus; não por obras, para que ninguém se glorie” (Efésios 2:8-9)

RECEBEMOS A CRISTO POR MEIO DE UM CONVITE PESSOAL

Cristo afirma: “Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei…” (Apocalipse 3:20)
Receber a Cristo implica arrependimento, significa deixar de confiar em nossa capacidade para nos salvar, crendo que Cristo é o único que pode perdoar os nossos pecados. Não é suficiente crer intelectualmente que Jesus é o Filho de Deus e que morreu na cruz pelos nossos pecados ou ter uma experiênciaemocional. Recebemos a Cristo pela fé, através de uma decisão pessoal.
Estes dois círculos representam dois tipos de vida:

VIDA CONTROLADA PELO “EU

“EU” no centro da vida.
CRISTO do lado de fora da vida.
Ações e atitude controladas pelo “EU “, resultando em discórdias e frustrações.

VIDA CONTROLADA POR CRISTO

CRISTO no centro da vida.
“EU” fora do centro.
Ações a atitudes controladas por CRISTO, resultando em harmonia com o plano de Deus.
Qual dos dois círculos representa melhor sua vida?
Qual deles você gostaria que representasse sua vida?
Gostaria de explicar como você pode receber a Cristo.
Orar é falar com Deus.
Deus conhece seu coração e está mais interessado na atitude do seu coração do que em suas palavras. A oração seguinte serve como exemplo:
“Senhor Jesus, eu preciso de Ti. Eu Te agradeço por ter morrido na cruz pelos meus pecados. Abro a porta da minha vida e Te recebo como meu Salvador e Senhor. Obrigado por perdoar os meus pecados e me dar a vida eterna. Toma conta da minha vida e faça de mim o tipo de pessoa que desejas que eu seja.”
Esta oração expressa o desejo do seu coração?
Se for assim, faça esta oração agora mesmo e Cristo entrará em sua vida, como prometeu.